segunda-feira, 2 de abril de 2012

Quando Tupã Olha - Hoje Ninguém Chora...

Tupã balançou os ipês
Fez a chuva refrescar o chão
Dos ipês espalhou suas flores
Com a água lavou minhas dores
Renovou meu velho coração

Tupã fez o sol me secar
Fez um chá pra curar as feridas
Com a luz que invadiu os meus olhos
Com a camisa feita de abrolhos
Envolveu de calor minha vida

sábado, 7 de maio de 2011

Coração Transbordou - Rio Encheu Que Desaguou...

Quando o Aquidauana transbordar

Vou navegar em seu quintal
Entre as mangas verdes de seu olhar
Ancorar sem dar sinal

Aportar seguro
Tomar posse de todo lugar

Quando o Aquidauana transbordar
Vou navegar em sua rua
Feito a luz que vem deslizar
Acariciar tua pele nua

Alto mar, eu juro
Nunca mais procurar

Quando o Aquidauana transbordar
(Foi por muito eu ter rezado)
E transpor os muros de teu altar
Quero rezar ao teu lado

Devotar, tão puro
Meu ser que há tanto amar...

terça-feira, 29 de março de 2011

Sem Cinto e Sem Freios...

Me preocupa nosso rumo,
Assim sem freios, para o nada
Abrindo pontes e estradas
Em segundos, pátria amada,
noutra hora, submundo.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Poeta de Roraima

Em plena página 45
lá está o poeta,
de bota e cinto
histórias e regras

Imortalizado em duas páginas
de um livro didático
fico aqui estático
entre lágrimas

Roraima me roubas o coração
e em agradecimentos parcos
ganho mais um torrão
onde volver olhos marejados

sábado, 29 de janeiro de 2011

O Ultimo que Chegar Paga a Conta...

O carnaval, quando vier
trará o palhaço que sempre fui.

(ui, ui, ui cadê a mulher do Rui!!!!!!)

sábado, 22 de janeiro de 2011

Lembranças e Andanças - Voltei a Ser Criança...

Me lembro de nós meninos
pulando a cerca pra nadar no Formoso
formando bloco pra pular no Feminino
No Beira Rio o tempo ocioso era um desatino...

2011 chegou e fez uma retrospectiva
me deu de presente teu beijo roubado
ainda fico molhado de lembrar da piscina
do Cupim Luminoso sob o céu estrelado

Me fez tão bem reviver que renascí
e de tudo que era velho fiz algo novo
fiz de novo o que me trouxe aqui

sábado, 25 de setembro de 2010

Primavera é Luz - Sol Que Me Traduz...

Dias azuis feito borboletas
Alegres páginas abertas ao sol
Vizinhos feito pássaros em retreta
Cantam seu canto em bemol

Desce a brisa tão faceira
Pela janela já fez passagem
Deixo abertas minhas porteiras
A mente, o corpo deixo a vontade

É primavera é tempo de cor
É tempo de ver nascer novo céu
Deixar a semente virar flor
Deixar cair todos os véus...